A secreção anal costuma ser uma substância líquida ou aquosa, que pode ser acompanhada de resíduo fecal, de pus e/ou sangramento, e em alguns casos, causar dores e desconfortos nas suas vítimas.  

Geralmente, uma das causas mais frequentes para esse problema são as doenças orificiais, como fístulas e hemorroidas prolapsadas. Isso não deve ser um motivo de vergonha, afinal essas são doenças comuns entre a população mundial. 

Neste artigo, você irá compreender quais são as causas, as formas de tratamento e quais são os sintomas de secreção anal. Confira! 

O que causa a secreção anal? 

As principais responsáveis por causar a secreção anal, são: 

  • Hemorroidas
  • Fissuras anais; 
  • Fístulas; 
  • Abscessos; 
  • Traumas ou inflamações na região anorretal (proctite). 

Os sintomas de secreção anal são muito próximos aos de outras doenças anorretais –como as listadas acima–, consistindo na secreção acompanhada ou não de pus e/ou sangramento, de dores e/ou desconfortos.  

Quais são as formas de tratamento de Secreção Anal?

Médica conversando com paciente

O tratamento de secreção anal é definido após a avaliação e consulta com uma profissional coloproctologista.  

Depois de uma avaliação física e exames laboratoriais, a especialista irá identificar a causa para o problema e decidir qual método se encaixa melhor para o paciente. 

É importante ressaltar que, algumas doenças da região anal costumam ser confundidas entre si e não recebem a atenção, diagnóstico e tratamento adequado. 

Por apresentarem sintomas semelhantes, as fístulas e fissuras anais são confundidas com as hemorroidas com muita frequência, por exemplo. Por isso, é indispensável que o paciente busque a avaliação de uma profissional da coloproctologia.   

Esse cuidado é indispensável para a retomada da saúde, do bem estar e para garantir uma melhor qualidade de vida ao paciente. 

Desinformação faz mal à saúde: Volume 1 — Destinado ao público LGBTQIA+

Se você faz parte da comunidade LGBTQIA+ não deixe de conferir o meu e-book, que tem o intuito de informar de modo correto sobre prevenção e coloproctologia.

Além de reunir dados de fontes seguras como Ministério da Saúde e Instituto Nacional de Câncer (INCA), optei por utilizar uma linguagem acessível. Assim nós garantimos que essas informações podem chegar a mais pessoas.

Banner da Dra. Camila Medeiros

Se manter informado(a) é sempre uma boa escolha! Baixe o livro e entenda mais sobre o assunto!

Este conteúdo respondeu todas as suas dúvidas? Se tiver alguma pergunta, deixe um comentário!

Para mais informações, siga o meu perfil no Instagram: @dracamilacoloproctologista

Sobre o(a) autor(a): Dra. Camila Medeiros

Dra. Camilla Medeiros é médica coloproctologista em Natal/RN com especialização em Saúde Intestinal e Câncer de Cólon.

Artigos relacionados

Voltar para artigos