O fecaloma é uma massa de fezes endurecida e seca que se acumula no reto. Muito comum em idosos, a pessoa não consegue defecar e causa empecilhos em todo o trânsito intestinal.

Neste artigo, você entenderá o que é essa doença, quais os sintomas, por que é mais frequente em idosos e como tratar. Confira!

 

O que é fecaloma?

 

O fecaloma, ou fecalitoé a massa de fezes endurecida e seca que acumula-se no reto ou na porção final do intestino, fazendo com que a passagem das fezes fique bloqueada.

Comumente, essa situação costuma afetar pessoas acamadas ou idosas, devido a redução dos movimentos intestinais.

Entretanto, indivíduos de qualquer idade que não se alimentam devidamente e são sedentários, estão propensos a sofrer com o fecaloma, visto que ela é uma complicação da prisão de ventre crônica.

 

Quais os sintomas dessa condição?

 

Os principais sintomas do fecaloma são muito semelhantes aos da prisão de ventre, visto que esta é uma consequência da última. É comum apresentar:

  •       Dificuldade para evacuar;
  •       Dor e inchaço abdominal;
  •       Sangue e muco nas fezes;
  •       Cólicas;
  •       Eliminação de fezes menores ou em forma de bolas.

Por que o fecaloma é mais comum em idosos?

 

Como dito, uma das principais razões do fecaloma é a redução da mobilidade, além da diminuição da percepção corporal e perda sensorial.

Essas condições são muito comuns em pessoas idosas, sobretudo as acamadas, que utilizam cadeira de rodas ou estão em CTIs.

Por isso, é muito importante estar atento à rotina intestinal dos idosos. Eles precisam evacuar regularmente, de preferência todos os dias, ainda que tenham uma dieta líquida ou pastosa.

 

Como tratá-lo?

 

O tratamento do fecaloma é feito de acordo com cada caso, levando em consideração a gravidade da situação. O paciente e/ou seu cuidador precisam ser orientados por um médico proctologista.

Pode ser recomendado o uso de supositórios para amolecer as fezes ou laxantes. Além disso, caso o estágio do fecaloma já esteja avançado, o paciente pode precisar de um procedimento cirúrgico para remover a massa de fezes.

Por isso, é importante lembrar que, ao detectar esses sintomas, ir ao médico é indispensável para evitar complicações como fissuras anais, hemorróidas, prolapso retal ou megacólon.

 

Gostou deste conteúdo? Para mais dicas e informações, me acompanhe no Instagram @dracamilacoloproctologista

 

Sobre o(a) autor(a): Dra. Camila Medeiros

Dra. Camilla Medeiros é médica coloproctologista em Natal/RN com especialização em Saúde Intestinal e Câncer de Cólon.

Artigos relacionados

Voltar para artigos