A gravidez é um período marcante e muito importante da vida da mulher, mas que também gera momentos não tão floridos e coloridos assim. Gerar uma nova vida, além da felicidade, expectativa e ansiedade, também traz diversas mudanças no organismo da mulher, e o intestino é um dos principais órgãos afetados. Mas você sabe por que isso acontece?

Leia este artigo até o fim e descubra:

  • O que acontece com o intestino durante a gravidez?
  • Como cuidar da saúde intestinal na gestação

O que acontece com o intestino durante a gravidez?

saúde intestinal gravidez

Entre as várias transformações que acontecem no corpo da mulher durante uma gravidez, a principal está relacionada ao sistema digestivo e intestinal. A primeira causa para essa situação é de origem física: à medida que o útero se expande para acomodar a criança, o intestino vai sendo cada vez mais pressionado, o que atrapalha a sua movimentação e contribui para o seu mau funcionamento.

Mas além dessa questão mais óbvia, o fator hormonal também favorece o intestino preguiçoso.

Durante a gestação, a mulher produz uma quantidade elevada de progesterona, hormônio responsável, também, por impedir a contração do útero conforme ele se expande. No entanto, esse mesmo efeito também é sentido pelo intestino, que passa a ter dificuldades para realizar seus movimentos naturais de contração e, consequentemente, evacuar.

Além disso, a função de produzir anticorpos do intestino também é diminuída, para que o organismo da mulher não rejeite o embrião. Dessa forma, toda a flora intestinal acaba sendo afetada nesse período.

Todos esses fatores contribuem para o surgimento de problemas intestinais que evoluem em quadros bastante desconfortáveis, como hemorróidas, fissuras anais, gases e prisão de ventre.

Como cuidar da saúde intestinal na gestação?

Apesar dos problemas citados serem normais e comuns durante a gestação, é possível evitar e amenizar seus efeitos através da educação dos hábitos intestinais e alimentares.

hidratação gravidez

A principal recomendação para combater o intestino preguiçoso é a hidratação. O ideal é ingerir mais água que o normal, além de sucos e alimentos aquosos como melancia, melão e abacaxi. Na dieta, é importante apostar em comidas que ajudam o intestino a funcionar, como as ricas em fibras (massas integrais, castanhas, linhaça, aveia e barrinhas de cereais) e com mais oleosidade (azeite de oliva, por exemplo).

Outra forma de tornar a digestão e a evacuação mais fácil é consumir alimentos probióticos, ou seja, os fermentados como coalhada fresca e iogurte natural.

Mas atenção: o contrário também é válido! É importante que a gestante evite ingredientes que dificultam a digestão e contribuem para o aumento do desconforto. Entre eles estão: carboidratos em excesso, refrigerantes, repolho, feijão, tomate, milho, brócolis, berinjela e frutas “massudas” como a maçã.

Por último, mas não menos importante: é preciso respeitar o fluxo evacuatório ir ao banheiro sempre quando a vontade chegar – o hábito é essencial para estimular o intestino a seguir funcionando bem.

Ficou alguma dúvida? Deixe a sua pergunta nos comentários ou entre em contato!

Siga também o meu perfil no Instagram para ver mais conteúdos e informações úteis para a sua saúde.

Até o próximo!

Sobre o(a) autor(a): Dra. Camila Medeiros

Dra. Camila Medeiros
Dra. Camilla Medeiros é médica coloproctologista em Natal/RN com especialização em Saúde Intestinal e Câncer de Cólon.

Artigos relacionados

Voltar para artigos