Afinal, coloproctologia é o mesmo que proctologia? Esta é uma dúvida comum para pessoas leigas que precisam marcar consultas, mas não sabem por onde começar. Para solucionar esta dúvida, vamos conhecer um pouco mais sobre estes termos.

Além disso, falei a respeito dos exames mais comuns nessa área. Fique comigo até o final para saber tudo sobre o assunto!

A origem da Proctologia, John Arderne (1307 – 1380)

Ilustração de John Ardene

Imagem: PeoplePill/Reprodução

Sir. John Arderne (1307 – 1380) foi um cirurgião inglês considerado um dos pais das técnicas cirúrgicas na Europa medieval. Ele nasceu em Nottingham e faleceu em Londres.

É atribuída a ele a primeira publicação sobre Proctologia, mais especificamente um tratado sobre fístula anal, uma doença comum entre cavaleiros do exército inglês. 

Quase sinônimos: motivo da mudança da palavra

Ilustração de três médicos examinando o sistema digestivo.

Antes conhecida como Proctologia, esta especialidade era focada nas enfermidades que atingiam o reto e o ânus. Mais tarde, com a necessidade de cobrir esta área do corpo de forma integral, mais “funções” foram adicionadas à prática médica.

A Coloproctologia, portanto, adiciona o sufixo “Colo” para indicar o estudo e a abordagem do cólon, a parte central do intestino grosso que está dividida em:

  • Cólon ascendente;
  • Cólon transverso; 
  • Cólon descendente e
  • Cólon sigmóide.

Portanto, a Coloproctologia é o termo atualizado para o que antes se chamava Proctologia.

Quais são os exames proctológicos mais comuns?

Fotografia de prancheta, estetoscópio, celular e caneta.

Os exames coloproctológicos (ou proctológicos, como vimos anteriormente) são realizados por profissionais de saúde com o objetivo de prevenir, identificar e tratar doenças como o câncer colorretal, fístulas anais, hemorróidas, problemas dermatológicos, ISTs, tumores e inflamações.

Conheça os mais comuns:

  • Toque retal: o exame mais comum de todos. Pode verificar a textura da próstata, caso seja realizado em homens e identificar a presença de nódulos retais.
  • Anuscopia: identifica hemorróidas internas, lesões por HPV (Vírus do papiloma humano) e outras doenças.
  • Colonoscopia: utilizada normalmente para a retirada de pólipos, precisa de sedação e lavagem intestinal completa.
  • Retossigmoidoscopia rígida: visualiza apenas o reto e o cólon sigmóide. Não requer sedação.
  • Inspeção perianal: é possível identificar hemorróidas externas, irregularidades na pele, sangramentos, fissuras e outros problemas.

 

Falarei sobre cada um deles no futuro, acompanhe o blog e assine a newsletter para receber os artigos! É muito fácil: basta colocar o seu e-mail no campo indicado!

 

Sobre o(a) autor(a): Dra. Camila Medeiros

Dra. Camila Medeiros
Dra. Camilla Medeiros é médica coloproctologista em Natal/RN com especialização em Saúde Intestinal e Câncer de Cólon.

2 Comentários

  1. […] profissional de coloproctologia ou proctologia não é um médico em que a maioria das pessoas costuma frequentar com regularidade, como fazem com […]

  2. […] você acompanha o meu blog, já deve ter conferido os meus últimos textos a respeito da coloproctologia, suas principais funções e quais os sintomas que precisamos ficar […]

Artigos relacionados

Voltar para artigos